Seguidores

sábado, 31 de janeiro de 2009

Inquietação





















Quando penso no teu corpo macio
No teu olhar penetrante
Meu coração fica por um fio
A sensação é inquietante

Canto , danço e me arrepio
Fico assim esfuziante!
Desconfio que seja o cio
Que abrasa esse corpo dançante!

Em águas mornas me banhei
Pensamentos me traiam
Confesso que não sosseguei
Os desejos meu ser invadiam

Quero teu abraço apertado
Do teu suor... o banho
Do teu beijo molhado
Tua língua que abocanho

Quero amar-te sob a luz da lua
Assim como amam os animais
Despudorada toda nua
Sem pensar em nada mais

Diná Fernandes

4 comentários:

O NOVO POETA disse...

lindo seus escrito querida escrevedora, um grande abraço, fique com Deus.

Fada do Amor disse...

Amada Dinazinha!

O seu Blog também está maravilhoso minha querida!...seus Poemas e todos seus escritos são Divinos!
Bjs!

Lucia disse...

Tá lindi suas escritas amiga!!
Siga sem mêdo de ser feliz!!!Bjos

Maria Barros disse...

Minha querida amiga cigana, que lindo seu blog! Acho lindo seus textos e Você ainda diz que não é profissional... Pois fique sabendo que suas poesias tem o peso das poesias de todos os(as) poetas que tanto amamos, que tem nos acompanhado pela vida e não estou falando isso pq te amo e sim pq é verdade!!

Bjinhusssss e Parabéns pela beleza de seu blog,

Maria Barros