Seguidores

domingo, 10 de maio de 2009



























Poeta é um ser que em versos lapida
Suas moções e fala todas as línguas
Aproxima amores dá brilho à vida
Derrama nos versos as suas mágoas

No pensamento a s fantasias
Tecem imagens, criam personagens
Para uns os versos levam alegrias
Para outros, apenas miragens

Não importa! segue rabiscando
Histórias de vidas sofridas
Do tempo em que esteve amando
E das noites mal dormidas

Na solidão, um trago, um cigarro
Dedos nervosos, caneta em punho
Magia e sentimento bizarro
Parindo versos como testemunho

Diná Fernandes

Um comentário:

Leela disse...

Que lindo, é exatamente assim que me sinto quando escrevo meus poemas, mesmo quando acho que o resultado não está bom.
Siga escrevendo assim.

Abraços